negócio online

Marcar presença na internet é algo cada vez mais indispensável para quem tem um negócio. Isso porque grande parte das pessoas procura tudo o que precisa no ambiente virtual. A facilidade que essa maneira de pesquisar as coisas na internet trouxe a pessoas do mundo é algo que traduz muito bem a época em que vivemos.

A partir de sites buscadores, como o Google, o Yahoo e o Bing, por exemplo, podemos encontrar tudo o que precisamos com apenas alguns cliques. E para que um cliente opte por determinada empresa, é necessário que ela esteja presente no ambiente online e se destaque das demais concorrentes.

Avaliando isso, muitas pessoas têm investido em algo que pode ser muito rentável e até mesmo econômico: o negócio online. Isso mesmo, uma empresa que está exclusivamente no ambiente virtual. Pode ser um e-commerce, uma empresa que oferece e-books, um sistema mensal de assinaturas... Enfim, a internet tem espaço para todos os tipos de negócios.

Entretanto, uma pesquisa feita por especialistas no ramo da internet constatou que muitas pessoas não começam o negócio online por preguiça ou, principalmente, por não saber exatamente como começar nem de onde partir. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para que você possa montar a sua empresa no ambiente online e se dar bem.

- Procurar algo econômico, de início: Para começar, principalmente se você não tem muito dinheiro para investir, é interessante pensar em algo que seja mais econômico, mas igualmente rentável. Há diversas opções com baixo custo, mas que trazem bastante retorno. Basta pesquisar para encontrar o que melhor se adequa a sua realidade;

- Avaliar orçamentos: Mesmo que o investimento seja em algo um pouco mais econômico, ainda assim é necessário avaliar o orçamento de tudo que será necessário para abrir a empresa. Não queremos que o seu negócio vá à falência no primeiro mês. Por isso, avalie com cuidado todos os gastos;

- Ter uma boa equipe: Você pode começar um negócio sozinho, mas também pode ter uma equipe para auxiliar. Se for o segundo caso, a dica é investir em profissionais de qualidade que realmente vão agregar valor ao seu negócio. Procure pessoas que você conhece e confia no trabalho;

- Investir em design: Outro ponto fundamental para quem está começando é fazer um investimento no design da empresa. Isso é essencial para mostrar que o negócio está preocupado em passar uma boa impressão ao cliente.

Agência Mocho

Como vimos, o design faz toda a diferença em um negócio, já que é o que vai chamar a atenção e até mesmo mostrar o profissionalismo do negócio. Aliás, toda a parte de comunicação vai ajudar a sua empresa online a se destacar das demais concorrentes, que também estão presentes no ambiente virtual.

A Agência Mocho sabe disso e que ajudar você a construir uma empresa de sucesso. O nosso diferencial? Serviço de alta qualidade, com preços acessíveis. Nosso objetivo é crescer junto com nossos clientes, por isso, acreditamos que a comunicação em uma empresa é sempre um bom investimento, visando o crescimento do seu negócio.

popular no facebook

O Facebook é uma das redes sociais mais populares do mundo. No Brasil, ela é a mais popular de todas. No início de 2016, cerca de 99 milhões de brasileiros eram considerados usuários ativos mensalmente na rede social. Um ano depois, esse número continua crescendo e cada vez mais pessoas criam contas e se mantém ativos no Facebook.

Entretanto, é importante destacar um fator muito relevante para a popularidade da rede social: não são apenas pessoas que estão lá, as empresas também estão em contato com seu público através do Facebook. Assim, o usuário não acessa a rede social somente para se relacionar com os amigos, mas também para conseguir informações sobre produtos e serviços que procuram.

Dessa maneira, podemos concluir que as empresas que estão no Facebook tem muito mais visibilidade do que as que não estão. Entretanto, também há algumas empresas que já estão na rede social, mas ainda não conseguiram atingir uma boa popularidade. Pensando nelas, selecionamos algumas dicas para que essas empresas melhorem a popularidade no Facebook.

- Alimentar a página com frequência: De nada adianta a empresa ter um site e contas em redes sociais se o conteúdo das páginas está desatualizado. Por isso, uma das dicas para aumentar a popularidade no Facebook é produzir conteúdo com frequência. De preferência, todos os dias. Ou, dependendo do tipo da empresa, de três a quatro vezes por semana;

- Conteúdo relevante: Publicar conteúdo com frequência é muito importante, porém, é mais importante ainda que esse conteúdo seja relevante para o público-alvo da empresa. Se a publicação for algo de interesse dos usuários que você deseja atingir, eles provavelmente vão curtir e até mesmo compartilhar, fazendo com que sua empresa fique mais conhecida e ganhe novos seguidores;

- Design profissional: Algo que também é extremamente importância não apenas para a página da empresa no Facebook, mas para todas as outras mídias que ela utiliza é o design. Investir em um design bonito mostra que a empresa é profissional. Não adianta nada querer economizar pedindo para “algum conhecido” criar as artes da página, por exemplo. Isso não garante que a imagem da empresa seja de profissional. Por isso, não hesite em investir em um design sofisticado;

- Investir em uma agência: Tudo isso que nós já citamos pode muito bem ser feito por uma empresa especializada, ou seja, por uma agência de comunicação. O conteúdo, o design e até mesmo a administração das mídias do negócio. Assim, a empresa tem a garantia de que são profissionais capacitados para melhorar a comunicação e aumentar a popularidade da página no Facebook.

Agência Mocho

Se você está buscando melhorar a popularidade da sua página no Facebook, então você precisa conhecer a Agência Mocho. Ela produz a melhor comunicação para a sua empresa, seja no Facebook, em outras redes sociais, em sites ou em blogs. E o melhor de tudo: ela possui o preço mais competitivo do mercado, mantendo sempre a alta qualidade na prestação dos serviços.

Convidamos você a conhecer o site da nossa agência e fazer um orçamento. Com certeza, você vai optar pela melhor agência de comunicação e serviços de design da internet.

informativo empresarial

A comunicação é algo fundamental dentro de uma empresa. É através dela que será feita a divulgação de produtos, serviços e também de todas as novidades que a empresa lançar. Por isso, é possível perceber que as organizações que mais investem em comunicação são as que mais estão em evidência no mercado, tanto ao seu público-alvo quanto aos seus próprios funcionários.

Um dos “produtos” de comunicação que melhor transmite uma boa imagem empresarial é o boletim informativo. Ele pode ter a periodicidade que a empresa achar melhor: semanal, mensal, bimensal, etc. Tudo depende da quantidade e do tipo de informação que será divulgada.

O boletim informativo pode ser dividido entre dois modelos: o de comunicação externa e o de comunicação interna. Como o próprio nome já diz, o primeiro é voltado ao público de fora, como clientes, por exemplo. Já o segundo modelo é voltado especificamente a todas as pessoas que trabalham na empresa.

Confira alguns dos benefícios dos dois tipos de boletim informativo.


Benefícios do informativo de comunicação externa

- Comunicação mais eficiente com o público externo: Manter o contato com os clientes já consolidados e os clientes em potencial é fundamental. E o boletim informativo faz isso muito bem;

- Mostrar novidades: O boletim informativo pode servir para apresentar novos produtos ou serviços e apresentar conteúdo relevante ao público. É importante destacar que o boletim não pode apenas ter função de propaganda, mas deve mostrar alguma utilidade ao público. É interessante mostrar as ações da empresa, mostrando que ela se preocupa com questões sociais, por exemplo.


Benefícios do informativo de comunicação interna

- Comunicação mais eficiente com o público interno: O público interno também deve ser levado em conta. Por isso, o informativo auxilia no contato entre os líderes e demais funcionários. Isso vale principalmente para empresas que tem muitos funcionários. Além disso, também pode servir para dar comunicados aos funcionários e também colocá-los a par do que está acontecendo em todos os setores;

- Funcionário satisfeito faz propaganda: A frase já diz tudo. Uma das vantagens do boletim informativo interno é que mostra ao funcionário que a empresa também se preocupa com ele e não apenas com o lucro que vem do público externo, por exemplo. Apresentando uma boa comunicação também ao funcionário, este estará mais satisfeito e terá mais incentivo para realizar o trabalho. E, portanto, também fará uma boa propaganda da empresa em que trabalha.


Boletim informativo é com a Agência Mocho

Como vimos neste artigo, o boletim informativo não é mero luxo ou apenas para fazer propaganda da empresa. Ele tem diversas outras funções que contribuem para que a imagem da empresa melhore cada vez mais. E se a sua empresa está precisando produzir um boletim informativo para sua empresa, você precisa conhecer a Agência Mocho.

Nossa agência entende que comunicação é algo extremamente importante. Por isso, trabalhamos com diversos serviços voltados a melhorar cada vez mais a comunicação das empresas. Conheça nosso site, solicite um orçamento e aposte nos boletins informativos produzidos pela Agência Mocho. Você terá os resultados que deseja.

Dicas de negócios para empreender na crise

Se a crise vivida pelo Brasil nos últimos anos atingiu até os grandes empresários, imagina então quem não é dono de um grande negócio. Vimos a taxa de desemprego disparar e muitas pessoas acabaram ficando sem saída e com dívidas aumentando cada vez mais.

Entretanto, por mais que a situação esteja difícil para todo mundo, há sempre uma saída. Neste artigo, vamos mostrar alguns negócios para investir e conseguir empreender até mesmo durante a crise. Continue lendo e veja em qual deles você pode se dar melhor.

- Cosméticos no varejo: Este é um mercado consolidado. E por que dizemos isso? É simples: estudos mostraram que a vaidade é a quarta maior economia do mundo. E na crise, as pessoas deixam de frequentar os salões de beleza, que são mais caros, pelos cuidados em casa. Assim, precisam comprar os produtos de beleza. Então, vender cosméticos no varejo tem se tornado bastante rentável para quem deseja fugir da crise;

- Foodtrucks: Os donos de foodtrucks foram os que menos sofreram com a crise. Isso porque a venda de comidas sob rodas é algo que faz bastante sucesso. O principal motivo é porque são mais baratos do que ir a restaurantes e também porque são muito práticos. Quem não quer fazer comida em casa, busca um foodtruck e consegue comprar um bom lanche por um preço razoável;

- Concerto de produtos: Com a crise, a maioria das pessoas deixou de comprar coisas novas e passou a investir no concerto dos produtos que estragaram. Isso vale para celulares, computadores, relógios, eletrodomésticos, entre diversos outros setores. É algo que sai mais barato do que comprar novo e o dono do negócio sai lucrando;

- Franquias: O setor das franquias é um dos que cresce todos os anos. Por serem marcas conhecidas, as pessoas não têm receio de comprar nesses lugares. É sempre o mesmo preço e os mesmos produtos no Brasil todo. Portanto, as franquias são uma ótima opção para empreender;

- Negócios online: Outro setor que teve um grande crescimento com a crise foram as empresas que estão somente em ambiente virtual. Independentemente do produto ou serviço escolhido para comercializar, é algo que sai muito mais barato e dificilmente terá muitos custos com aluguel e logística, por exemplo. Basta escolher o que melhor se adequa à sua realidade e investir.

Comunicação para empresas é na Agência Mocho

Este artigo nos mostrou que até mesmo na crise é possível empreender. Porém, é preciso ter determinação, disciplina e criar uma boa comunicação para que o negócio tenha uma imagem profissional perante o público-alvo. E a Agência Mocho sabe disso e oferece a melhor comunicação para empresas.

O principal diferencial da nossa agência é que o serviço oferecido é de altíssima qualidade, mas os preços são populares e acessíveis. Sabemos que, com a crise, nem todos podem investir muito dinheiro em comunicação e design, por isso, queremos crescer junto com as empresas que são nossas clientes.

Conheça o site da Agência Mocho, faça um orçamento e invista em atingir o público que você deseja.

google doodles

Nós a visitamos tanto que muita vezes nem notamos. Estou falando da página inicial do maior buscador da atualidade: o Google. De tempos em tempos, seu logotipo é substituído por um desenho que conta uma história, o chamado doodle. Saiba mais sobre como é o trabalho de um doodler.


storytelling - contar historias

Guie o coração para mover a mente. Em um mundo cada vez mais digitalizado, uma conexão real e forte com seu cliente fica cada vez mais difícil. Apesar disso, o sentido fundamental de relações humanas ainda continua o mesmo: sentimento. O que isso tem a ver com seu negócio? Entenda.


Quando for fazer a divulgação de sua empresa, você está falando diretamente com seu cliente, certo? Mais ou menos… É a sua empresa que está falando com ele, que não passa de uma entidade que não possui, a princípio, sem personalidade.

Como podemos ver no post anterior sobre identidade visual, as empresas tentam se esquivar disso criando uma personalidade para a marca por meio da forma como respondem a clientes nas mensagens de suas redes sociais ou até mesmo no telefone, por meio do SAC. O uso de uma linguagem informal (não confundir com linguagem chula!!) cria uma conexão sentimental com o cliente, que também a usa no dia-a-dia.

Conte Histórias!

Os seres humanos são animais muito sociáveis. Se você já leu o famoso Guia do Mochileiro das Galáxias, sabe que o extraterrestre Ford Prefect acreditava que os humanos não param de falar por “... terem medo de que a boca se feche definitivamente.”. Mesmo que não tenha lido o livro agora você vai sempre se lembrar que no cotidiano nós falamos muito.

Além disso, estamos sempre procurando motivos para falar. Mesmo quando se trata de algo óbvio. Ainda citando os Mochileiros, Ford observou: “... alguém cai de um buraco de 10 metros de profundidade. Chega alguém e pergunta: ‘Ei! você está bem?’ ”, sendo que é claro que não!

Guie o Coração para Mover a Mente

Se você, assim como eu, é alguém muito objetivo (no dia-a-dia, pelo menos… Como podem ver os meus posts são bem longos xD ) você prontamente se identificou com os questionamentos do Ford e achou divertido quando leu essa passagem ou no livro ou agora no blog. E, ao final do dia, pode até esquecer o que teve no almoço, mas vai se lembrar de Ford Prefect.

Os quatro P’s

People, Purpose, Plot, Place. Pessoa, propósito, enredo e lugar. Em português seria PPEL. Dica: lembre de onde você escreve as histórias, uma folha de PaPEL (PPEL). ;)

Os livros e filmes seguem essa regra ao contar histórias. Primeiro você determina qual dos P você vai focar. Se você foca em People, você tem um drama ou romance (e normalmente é o de maior interesse, pois cativam o público). Se for no Plot (enredo), você tem um filme de ação. Se for em Purpose (propósito), você tem um comercial.

A pessoa, no caso a personagem, é a responsável por veicular a história por meio de seus desejos e paixões. Ela é o coração da história. Não no sentido sexual/afetivo, mas no sentido daquilo que nos move para buscar o que queremos para ser feliz. O seu produto!.

A trama é construída de tal modo que você não só se identifica com a personagem, mas também sente suas aflições e quer o melhor para ela (no caso para você) e passa a pensar como ela. É isso o que significa “guiar o coração para mover a mente”.

É aí que está o pulo do gato! Você, espectador, toma por si só uma decisão pela personagem: “Faz isso, depois aquilo.”. E então, alguns minutos (ou páginas) depois, a sua heroína ou herói decide, por eles mesmos, fazer aquilo que você queria.

Na verdade, a editora queria exatamente isso! Eles programaram a história para que você tomasse a decisão que eles queriam sem que você percebesse que eles já tomaram a decisão antes. O vínculo emocional com a personagem foi construído de maneira firme. É inevitável que você saia do cinema com a história ainda rodando na mente e que na primeira oportunidade vai recomendar para um amigo e provavelmente vai citar a personagem em sua resenha.

Crie conexões


storytelling - contar historias
Fonte: SEO Pressor - Ampliar Imagem

Note como as empresas estão se divulgando hoje em dia.

A Coca-Cola usa jovens adultos felizes num fim de tarde. Note como o enfoque não é mais o propósito, se refrescar, mas sim o estado de espírito das pessoas que a consomem.

Ao associar sua marca com pessoas e criar uma história ao redor disso, sobre como seu serviço resolve um problema, você dará mais força e sentido ao seu design e consequentemente à sua marca. Esse é o poder do chamado Story Telling.

Fonte: Still Motion

Caso tenha gostado desse artigo, não se esqueça de curtir e compartilhá-lo com seus amigos. Caso você tenha alguma dúvida, sugestão ou crítica, deixe um comentário aqui abaixo. Aqui, a sua participação vale muito!